Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog à solta

Textos de um estudante preso em Coimbra com a ambição de ser crítico de música

Blog à solta

Textos de um estudante preso em Coimbra com a ambição de ser crítico de música

Rabiscos sobre 2017

Faz algum tempo que não publico aqui nada. Sendo assim, aproveitando esta altura em que todos partilham as suas retrospetivas e desejos para o ano seguinte, achei que seria poético fazer o mesmo.

Não querendo cair no cliché, 2017 foi um ano de extremos mais radicais quando comparado com 2016. Posso dizer que foi um ano cheio de altos e baixos.

Tive o enorme prazer de ver uma das minhas bandas preferidas ao vivo, a melhor celebração do meu aniversário até hoje, visitei sítios que adoraria regressar com mais frequência, comecei a levar o meu blog de música mais a sério... Enfim, teve os seus pontos bons.

Ainda assim, 2017 também foi sinónimo de desespero emocional, frustração extrema com o curso onde estou, raiva da cidade onde estudo, o espezinhar de uma enorme paixão que, durante 5 silenciosos anos, assombrou a minha existência e me impediu em parte de seguir em frente mais facilmente... Mas acabou, e 2017 também.

Para 2018 só quero terminar o que em 2017 comecei, sem cordas nem correntes, frustrações melodramáticas relativas à vida académica ou grandes arranjos, apenas manter-me na direção a um rumo certo... E sinto que 2018 me dará luz verde para seguir esse rumo, noutro lugar, com ou sem outra pessoa.